Notícias


Data: 06/03/2019

Mandioca a raiz mágica!!!



Raiz que sai da terra de casca marrom e polpa branca podendo chegar a amarelada. Chamada por muitos de mandioca, macaxeira, aipim, uaipi, castelinha, macamba, pau-de-farinha, pão-de-pobre, mandioca mansa, mandioca brava.... e por aí vão os nomes dessa raiz variando de acordo com a região e a cultura local. Essa raiz pode ser brava em um lugar e mansa em outro, do mesmo modo que pode ser mansa em um lugar e brava em outro.O que diferencia essa característica é o teor de ácido cianídrico presente na raiz e que varia de acordo com as condições edafoclimáticas (solo, clima,relevo) e sistema de cultivo.


Assim antes de saber como utiliza-la na alimentação é necessário descobrir se esta raiz é brava ou mansa.O único teste prático que pode dar indicação da quantidade de veneno é provar com a língua um pedacinho da raiz crua; QUANTO MAIS AMARGA MAIOR A QUANTIDADE DE VENENO (CAMARGO, 1985). A mandioca amarga (brava) possui alto teor de ácido cianídrico, sendo tóxico para o homem e para os animais, sendo utilizada na indústria pois no processamento ela perde o ácido cianídrico podendo ser consumida ao final do processo. Já a mandioca mansa ou de mesa tem um teor baixo de ácido cianídrico o que permite o consumo direto da raiz sem haver necessidade de processamento industrial.


Leia o artigo inteiro no link http://www.polimata.agr.br/uploads/arquivos/060319153756-Mandioca_a%20raiz%20m%C3%A1gica.pdf